Bem Vindo!

CLÁSSICOS DE MÁRIO DE ANDRADE - Macunaíma, Obra Imatura,Contos Novos (Box)

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$99,90

Descrição Rápida


Mário Raul Moraes de Andrade nasceu em São Paulo, em 9 de outubro de 1893 e faleceu em 25 de fevereiro de 1945. Foi poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista, cronista ensaísta e um dos pioneiros da poesia moderna brasileira, com a publicação de seu livro "Pauliceia Desvairada", em 1922. Durante sua infância foi considerado um pianista prodígio, tendo sido matriculado no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo em 1911. Recebeu educação formal apenas em música, mas foi autodidata em história, arte e, especialmente, poesia. Em 1922, ao mesmo tempo em que preparava a publicação de "Pauliceia Desvairada", trabalhou com Malfatti e Oswald de Andrade na organização de um evento que se destinava a divulgar as obras deles a um público mais vasto, a Semana de Arte Moderna, que ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo entre os dias 11 e 18 de fevereiro. Depois de trabalhar como professor de música e colunista de jornal, ele publicou seu maior romance, "Macunaíma", em 1928. No fim de sua vida, tornou-se o diretor-fundador do Departamento Municipal de Cultura de São Paulo, formalizando o papel que ele havia desempenhado durante muito tempo como catalisador da modernidade artística na cidade e no país. Andrade morreu em sua residência, em São Paulo, devido a um enfarte do miocárdio, quando tinha 51 anos. Dadas as suas divergências com a ditadura, não houve qualquer reação.

CLÁSSICOS DE MÁRIO DE ANDRADE - Macunaíma, Obra Imatura,Contos Novos (Box)

Detalhes

Neste boxe estão reunidas três obras fundamentais para quem quer conhecer Mário de Andrade e o modernismo brasileiro. Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, de 1926, é o livro mais conhecido do escritor e o mais emblemáticos da literatura brasileira do século XX. Destaca-se pela prosa experimental, por seu caráter épico e pela construção de um Brasil desregionalizado, local em que se desenvolvem as peripécias do “herói da nossa gente”. Contos novos foi publicado em 1947, dois anos depois da morte de seu autor, e reflete outra faceta de Mário de Andrade. Nesses contos, retrabalhados por anos a fio, há uma contenção maior de estilo, eles são um verdadeiro mergulho na realidade social e psíquica do homem brasileiro. Já Obra imatura reúne os primeiros passos de Mário de Andrade nas principais trilhas que seguiria em seu percurso artístico: a poesia com Há uma gota de sangue em cada poema, de 1917; a ficção, com os contos de Primeiro andar, de 1926; e a criação de uma nova teoria da arte brasileira, representada pelo ensaio A escrava que não é Isaura, de 1925. Ed. Nova Fronteira

Você pode também estar interessado nos seguintes produtos

BOITEMPO - Carlos Drummond de Andrade

BOITEMPO - Carlos Drummond de Andrade

R$49,90
INFLUÊNCIAS E IMPASSES - Drummond e alguns contemporâneos - John Gledson

INFLUÊNCIAS E IMPASSES - Drummond e alguns contemporâneos - John Gledson

R$54,00
NOVA REUNIÃO - 23 livros de poesia - Carlos Drummond de Andrade

NOVA REUNIÃO - 23 livros de poesia - Carlos Drummond de Andrade

R$69,90
 

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.